Prefeitura de Francinópolis

Dignidade e respeito para com a pessoa Idosa

Postada em 09/06/2018

Chegou o mês de junho e junto dele a luta contra a Violência a Pessoa Idosa.

 

Esta campanha tem o objetivo de sensibilizar, mobilizar e conscientizar a população sobre os diversos tipos de violência contra o idoso. Dia 15 de junho é uma data em que todos se unem para lutar a favor dos direitos dos idosos. O tema e lema referente a campanha diz: ao invés de violentar, dê uma violeta ao idoso como sinal de gratidão. E é nosso dever tratarmos os idosos com dignidade e respeito, afinal, todos nós um dia seremos idosos.

Converse com um idoso, pegue na mão dele e veja as rugas e calos de uma luta árdua para criarem seus filhos. As violetas representam a gratidão por tudo que os idosos representam!

 

E para disceminar essa luta o Conselho Municipal de Direitos do Idoso e o CRAS de Francinópolis proporcionaram uma ação conjunta e levou informação para os Idosos de Fraancinópolis através de dinâmicas e atividades físicas. As formas de violência contra a pessoa Idosa são diversas, dentre elas:

Física: é todo ato violento com uso da força física de forma intencional, não acidental, praticada com o objetivo de ferir ou lesar uma pessoa, deixando ou não marcas evidentes em seu corpo e, muitas vezes, provocando a morte. Manifesta-se, de maneira geral, mediante empurrões, beliscões, tapas, socos ou com o uso de armas.

Negligência/abandono: negligência é a omissão por familiares ou instituições responsáveis pelos cuidados básicos para o desenvolvimento físico, emocional e social do idoso, tais como privação de medicamentos, descuido com a higiene e saúde, ausência de proteção contra o frio e o calor. O abandono é uma forma extrema de negligência.

Sexual: é qualquer ação na qual uma pessoa, fazendo uso de poder, força física, coerção, intimidação ou influência psicológica, obriga outra pessoa, de qualquer sexo, a ter, presenciar ou participar, de alguma maneira, de interações sexuais contra a sua vontade.

Econômico-financeira e patrimonial: consiste no usufruto impróprio ou ilegal dos bens dos idosos, e no uso não consentido por eles de seus recursos financeiros e patrimoniais.

Autoagressão: refere-se à conduta da pessoa idosa que ameaça sua própria saúde ou segurança, como, por exemplo, agressões contra si próprio(a), as automutilações, os suicídios e tentativas de suicídio.

Autonegligência: manifesta-se por meio da recusa de prover a si mesma dos cuidados básicos necessários à sua saúde. Nesse caso, não se trata de terceiros que provocam a violência, e sim da própria pessoa.

Psicológica: corresponde a qualquer forma de menosprezo, desprezo, preconceito e discriminação, incluindo agressões verbais ou gestuais, com o objetivo de aterrorizar, humilhar, restringir a liberdade ou isolar a pessoa idosa do convívio social. Pode resultar em tristeza, isolamento, solidão, sofrimento mental e depressão.

DENUNCIE!

O Conselho Municipal de Direitos do Idoso e o CRAS de Francinópolis apoia o Junho Violeta VIOLETAS CONTRA A VIOLÊNCIA. DIGNIDADE E RESPEITO PARA COM A PESSOA IDOSA.


Fotos